Socando com gosto no cuzinho da minha safada

visualizações

41 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

41 seg

Categoria:

Tag:

Socando com gosto no cuzinho da minha safada

Socando com gosto no cuzinho da minha safada

Então continuamos assim durante uns 10 minutos e ele gozou dentro de mim. ""Era inicio de semana , teríamos prova e eu estava uma pilha de nervos , não sei se por a dificuldade da matéria ou se por que eu veria aquela mulher que andava mexendo tanto a minha cabeça. Eu estava ouvindo exatamente o barulho real de Marcelo, e pelos movimentos e sussurros dela, minha tia deveria estar com a cabeça afogada no travesseiro, e ele socando bem forte… Sempre imaginei, tinha certeza. Meu pau tava em uma parte espaçosa do cu dele e quando o cu começou a abrir eu senti que meu pau entrou numa espécie de caninho de carne bem apertadinho.

Disse muito envergonhada– Sem problemas, eu estava só te esperando para ir embora. Depois senti seu pau duro me invadindo, penetrando cada vez mais e mais.

Ela não precisou insistir, conheço poucas que preferem atrás, mas são sempre as mais gostosas, safadas é claro, mas quem não gosta de comer as safadinhas? Deixei ela de quatro e pedi para repousar sua cabeça no travesseiro, aquele rabão ficou levantado e o cúzinho latejando exposto, com um dedo bem lubrificado e depois dois dedos alarguei o buraquinho para evitar muita dor ou danos maiores.

Então a mulher do meu amigo estava de saia e uma bluzinha roupa normal de festa. Carol apenas gritava como uma vadia, puxando sua irmã num beijo quente, dando a oportunidade perfeita de Victor apenas observar. – “Vem, põe minha vara na boca… sente o gosto da Paty, sente, minha safada…”Amanda chupava o pau duro do namorado, e sentir o sabor da amiga realmente a excitava.

quando eu tirei minha daquele cuzinho quente e apertado e ele estava arrombado tirei a camisinha e comecei a bater uma punhetinha e não agueitei de ver aquele cuzinho todo aberto e gozei dentro daquele buraco….

“Diego” trocou de posição comigo e eu não resisti muito tempo sentindo aquela língua percorrendo minha bucetinha; mesmo sendo a primeira vez de “Diego” ele se saiu maravilhosamente bem e só parou aos sentir o gosto do meu melzinho. Os dois tinham paus enormes, mas a do negro era gigante.