Saradão arrombando o cuzinho da esposa do corno

visualizações

7 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , ,

Saradão arrombando o cuzinho da esposa do corno

Saradão arrombando o cuzinho da esposa do corno

Na hora eu senti o pau dele me arrombando e mesmo assim a sensação era deliciosa; ele começou a meter e eu gemia sem parar. Ele entao esfregou o pau melado no meu rosto, espalhando a porra. "Marianna é o nome da amiga da minha esposa, elas frequentam a mesma academia a 5 anos. Se eu não estivesse apalpando juraria que era silicone.

– Que bom que você veio, Kaplan! Perguntei pro meu pai hoje se ele sabia por onde você andava. Me chamo Fernando, moro em PAsso Fundo interior do Rio GRande do Sul, tenho 1,80 moreno claro 82 kg, malho mas não sou saradão, cabelos e olhos castanhos 26 anos.

Ele já estava sem cueca,seu pau apontando pro meu rosto,então chupei.

 Ele chupou meu cu como quem chupa uma buceta… enfiava a cara na fenda da minha bunda e esfregava… Eu o queria dentro de mim, estava explodindo em êxtase e não podia esperar mais… Queria aquele macho arrombando meu cuzinho virgem com seu cacetão:– Fode minha bunda a-go-ra. Coloquei meu tio corno de meu pai pra dar corno em meu pai, livrei Bené do erro e com tempo disponivel pra me lascar todinho. Bem, apresentou-os, Meg fez eles entrarem, sentaram-se e o Miguel fez uma série de perguntas sobre o prédio, os vizinhos, o regulamento do edifício etc e tal.

"Ele se deita e pede pra continuar a chuparEla voltou a chupar o pau dele e ele gozou em sua boca, rosto, seios…Depois disso fomos relaxar na banheira, os três, conversamos rimos , brincamos por um tempo Depois voltamos para a cama retomamos as caricias, beijos, toques a excitação voltou fiquei de pé na cama enquanto ela fazia uma das suas especialidades, um delicioso boquete, de joelhos na cama fodia meu pau com aqueles lábios quentes e aquela boca deliciosa, enquanto nosso amigo acariciava suas costas, beijava sua nuca. levei o turco até um galpão vazio e começamos, me abixei e com o pau dele ainda mole comecei a lamber e chupar a cabecinha, logo senti ele se avolumar em minha boca, ele ficava paralizado e eu me acabando em sua pica, então pude sentir pequenos esguichos de porra em minha boca, parei de chupa-lo, tirei minha roupa e ofereci meu rabo pra ele, primeiro ele deu uma cheiradinha e uma pequena lambida, aquilo me fez estremecer de tesão, meu pau já estava duro como pedra, ele então sem perder tempo montou em mim ( como ele estava preso, fazia algum tempo que ele não dava uma foda), logo podia sentir seu pau me cutucando por traz, como não tinha nenhum lubrificante, cuspi em minha mão e pasei no meu buraquinho, pguei o pau dele e coloquei na entradinha, e ele fez o resto, meteu tudo até o fundo, dei um grito abafado e pude sentir a porra escorrendo do meu pau, estava gozando e o turco atraz de mim metento seu pau cada vez mais fundo, comecei a rebolar e fazer movimentos com a bunda, então ele deu uma estocada bem forte e enfiou o nó, parecia que tinha me rasgado, me senti totalmente preenchido pela sua pica então comecei a senti-lo gozando dentro de mim, era muita porra, em abundancia absoluta, escorria pelas minhas pernas e pelo meu saco, passados alguns minutos ele desgudou e como todo bom cachorro me lambeu deliciosamente, me deixando limpinho, cara foi uma foda e tanto.