Safada Pede Pra Tomar No Cuzinho

Safada Pede Pra Tomar No Cuzinho

Safada Pede Pra Tomar No Cuzinho

Depois desse dia, acabei sumindo, sem querer sair de casa e quando saia era o primeiro a voltar, era a minha tática para fugir do João. Eu adorei ver aquele homem doido, de pau duro, roçando no meu corpo. "Ao chegar no banheiro nada de diferente, escovamos o dentes e tals, mas em minha cabeça ainda rolava toda a cena do dia passado.

Na outra semana cheguei mais cedo e fui tomar café no restaurante da faculdade, sentado a mesa com um livro “Lolita” de Nabokov, lia enquanto tomava café. e ela gemeu e disse_ aii… para. – VAI DEVAGAR… E assim ele fez, colocando devagar, entre meus gritinhos de dor e prazer. Eu lambia a cabeça daquele mostro onde vi que era o seu ponto fraco. Sempre vou ao trabalho um pouco mais cedo, faço um lanche perto do trabalho mesmo e começo assim minha longa noite.

Antes que Nina gozasse, Julieta fez questão de cavalgar o belo pau do genro. Quando desci a torneirinha pelo meu corpo, tremi ao contato da água com a minha bucetinha. Júlio pega o lubrificante, me entrega e volta a meter no cuzinho de Sandra. Ele disse sim só passei pra ver como você estava, agora descanse. Saltaram a sua boca como dois gigantes presos a uma lata de sardinha. Quando eu percebi que minha mulher estava extremamente à vontade, a Nicoli olhou para mim, com cara de safada e veio direto na minha boca, o meu pau ferveu, meu coração pulou e tive que me controla para não gozar pelo simples fato de estar beijando ela e passando a mão na bucetinha.

"Como tal, quando ao final da tarde fomos finalmente para casa, o meu pai, a minha madrasta e eu, fiquei tão satisfeito de ter saído dessa festa que por momentos perdi a vontade de me tocar e decidi ir jogar para o computador.

E, é claro, lá estava a lona do circo armada e embaixo dela o palhaço, pelo visto louco de vontade de ser descabelado.