Rita rabuda sentando no Pau

Rita rabuda sentando no Pau

Rita rabuda sentando no Pau

Era muito gostosa e pedia pau sem pudor nenhum, o que me deixava com muito tesão.

Ambos levamos Vitor até sua cama, e ainda transamos mais uma vez na cozinha.

Esse é meu 1° relato nesse site, mas não será o único, vou contar como comi minha cunhadinha de 23 anos no mes passado. Quando ele deu um urro de prazer e inundou meu cu de porra.

-Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai. Ficaram pelados e chamaram as duas apavoradas garotas, apontando para a grande cama de casal. Um dia Dona Maria chamou conversando com o padre ele disse que Anastásia não estava bem, andava meio chateada e pediu que o padre conversasse com ela.

E então ele a comeu de cachorrinho. Eu fiquei meio sem reação e querendo esconder falei pra minha namorada que a irmã dela estava nos observando, e ela disse deixa pra ela nunca fez isso ela não lig. O clima era estranho entre nós dois, havíamos nos conhecido a pouco mais de 1 hora e já havia comido ela com muita força.

Ele abaixou minha calcinha e e tirou ela pelos meus pés- que filha linda que eu tenho.

Peguei na mão dela e a levei pro nosso quarto.

– Falou sorrindo sentando na cadeira e se servindo.

Vou relatar o reencontro com minha prima,  após eu tirar a virgindade dela.

Ele penetrou na minha bucetinha foi incrível qr gemer e não podia isso me excitava mais. Vestindo uma camiseta branca bem folgada, sem sutiã, apenas com uma calcinha também branquinha como sua pele, Paulinha se deitou de costas na cama.

– Bom, pelo menos podemos ver os dois, né?– Eu sabia que você ia falar isso…– E você não está a fim de ver?– Claro que estou!Ficamos então na janela, protegidos pela cortina, olhando o que se passava na piscina.