Morena no motel mostrando cuzinho

37 seg

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

37 seg

Categoria:

Tag: , , ,

Morena no motel mostrando cuzinho

Morena no motel mostrando cuzinho

Sou abraçada por trás, com duas mãos segurando meus seios e um membro, já rijo, se acomodando entre minhas nádegas.

Ele terminou de me falar aquelas coisas e puxou a calça para baixo mostrando o pau dele, era muito grande, pelo menos para mim que nunca tinha visto um pau sem ser o meu mesmo ou em vídeos parecia enorme, um pau de um garoto de 16 anos era bem diferente do meu ainda sem pelinhos, fiquei sem ação, não conseguia parar de olhar, mas muito me senti ofendido também, não respondi nada, eu queria ficar olhando, na hora juro que pensei em dizer que iria, mas também não queria ser chamado de viadinho, putinho, putinha ou nada disso, o que o Maurício estava pensando. NESTE MOMENTO ELA ABRIU OS OLHINHO COMO UMA BEBADA E DISSE AMOR AGUENTO SIM, PEGUE A POMADINHA L[A NO ARM[ARIO POR FAVOR, ELE SAIU E LOGO VOLTOU COM UM TUDO DE POMADA NA MÁO PEDIU QUE EU PASSASSE NO PAU E ELE MESMO LUBRIFICOU O CUZINHO DELA, NÁO PERDI TEMPO ENCOSTEI A CABE;A DO PAU NA PORTINHA E FORCEI, ESCUTEI UM GEMIDO, NÁO ENTROU, COLOQUEI NOVAMENTE E SEGURANDO-A FIRME FORCEI AGOR COM MAIS FOR;A E A CABECA DESLIZOU PARA DENTRO, APERTADO AQUELE CUZINHO, TAMBEM PRA GROSSURA DO MEU PAU POUCOS SÁO LARGOS, COMO ELA FICARA DEIDA DE BRU;OS, EU NÁO GOSTO MUITO DESSA POSICÁO POIS O PAU NÁO ENTRA TOTALMENTE, MAS TAMBEM COMO TINHA ACABADO D FAZELA GOZAR MUITO FUI ENFIANDO O PAU ASSIM MESMO, VENANCIO FICOU POR TR[AS OLHANDO MEU FERRO SUMIR NO CUZINHO DA SUA ESPEOSA, FOI UM GRITO LACINANTE, MAS NÁO TIVE D[O O GEL QUE PASSARA NO PAU ERA MUITO BOM E DAVA UMA SENSACÁO DE CORMUITO FORTE, AUMENTAVA REALMENTE O PRAZER ENFIEI TODO MEU PAU NO SEU CUZINHO E LOGO COMECEI A BOBEAR TIRAVA E ENFIAVA TUDO E ELA CHORAVA GEMIA GRITAVA, AT[E QUE NÁO RESISTINDO MAIS COMECEI A DAR ESTOCADAS FORTES E LANCAR MINHA PORRA GROSSA E QUENTE BEM NO FUNDO ADS SUAS ENTRANHAS, FORAM MUITAS EU TAMBEM URREI COMO UM ANIMAL FERIDO QUE GOZADA, CAI SOBRE SEU CORPO E ELA CHORA BAIXINHO DIZENDO TIRA TIRA AI TIRA ME MACHUCOU MUITO TIRA POR FAVOR, AI EU ME APOIEI NA CAMA E FUI PUXANDO A VARA DAQUELE CUZINHO QUE A ESTAS ALTURA DE CUZINHO NÁO NADA QUANDO A CABE;A J[A IA SAIR PARA ALIVIVIO DE RAISA O ENTERREI NOVAMENTE COM MUITA VIOLENCIA, AGORA COM O CUZINHO DELA CHEIO DE PORRA ELE DESLISOU NUMA VELOCIDADE FANTASTICA, MAIS UM URRO E AI SIM RETIREI MEU PAU DO SEU, AINDA ESTAVA DURA MAS SAIU LIMPINHO, NÁO GOSTO MUTO QUENDO SAI SUJO, DEVIDO AO LUBRICANTE FUNCIONAR A CONTO ELE SAIU LIMPINHO COMO SE TIVESSE SAIDO DA BUCETA, SAI E FUI TOMAR UM BOM BANHO QUANDO OLTEI ELE ESTAVA COM ELA NO COLO LHE FAZENDO CARINHO.

Quer tomar um banho?Naquele momento, um banho era tudo o que eu queria e precisava.

Quando cheguei no aeroporto de Salvador,Djalma me esperava e fomos ao bar botar o papo em dia e esperar que ia chegar ainda. E lá estava a morena deitada de bruços com um shortinho minúsculo enterrado na bunda e uma blusinha com alças fininhas amarelado.

Me fazendo dissociar meu corpo de minh’alma ao perceber sua chupada estalando em minha bucetinha. Devo até ter mijado dentro dele de tanto tesão que eu tava. Ela respondeu sem pensar que era divertido, principalmente porque ela sabia que nem ele nem os peões da fazenda poderia tê-la. pra me foder…pra meter aquele caralho duraço…. Eles toparam e ligaram pras putas,deu o endereço do motel.

-Tá gostando vadia… quer seu negão no seu cuzinho, vagabunda?, divertia-se.