Fodendo o cú da negrona gostosa

visualizações

5 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

Fodendo o cú da negrona gostosa

Fodendo o cú da negrona gostosa

– “Vem, põe minha vara na boca… sente o gosto da Paty, sente, minha safada…”Amanda chupava o pau duro do namorado, e sentir o sabor da amiga realmente a excitava.

Fiquei parado por uns segundos até ela se acostumar com meu pau dentro de seu cuzinho, comecei a meter devagar, segurando-a pela cintura com as perna abertas, não desci da cintura para sua bucetinha e toquei seu grelinho, depois enfiei um dedo em sua bucetinha, então ela desceu a perna e senti o quanto era realmente apertada, então ela começou movimentos lentos de vai e vem com os quadris, fazendo minha pica se movimentar em seu cuzinho, eu também comecei a movimentar, dando pequenas estocadas em encontro aos seus movimentos e logo estava fodendo seu cuzinho bem gostoso. Eu depois de gozar e injetar muita porra naquele buraco quente tirei meu cacete doído e até um pouco arranhado.

Tem jeito de gostar de pica mesmo.

Íamos conversando bem descontraídos pela trilha até à praia indicada por ele quando, de repente, Lana escorregou e quase caiu.

"Ola meu nome e Vinícius,meu conto e realhoje tenho 17 anos mas na época desse conto tinha 13 bom sou branco com cabelo grande e olhos pretos.

– Para…me solta!– Humm que bunda gostosa! Parece de menina falava esfregando em mim. Ele chegou e arregalou os olhos.

Assim que ela cessou as perguntas e pareceu voltar á leitura do livro, olhei uma vez mais para aquelas pernas compridas e nuas, visíveis até á ondulação que a t-shirt fazia na coxa, num limite provocador que ocultava o lugar onde as suas cuequinhas deviam começar a aparecer.

-E tá gostosa? – Isa roçava na pica dele, somente com a calcinha impedindo-a de engolir todo o mostro. Segurou firme em meus braços, apertando-os enquanto gozava, com um gemido alto e longo, eu não parava de meter e me posicionei mais por cima, fazendo com que meu cacete entrasse em sua buceta numa posição um pouco mais vertical, permitindo roçar em seu grelinho durante a penetração, o que fazia com que ela sentisse muito tesão e tivesse muitos orgasmos, até que sentimos meu pau pulsando de novo e ela me disse: me dá o leitinho de novo, não goza na camisinha, me dá! Se desvencilhou de meu corpo e num movimento rápido ficou de quatro, puxou a camisinha e com a boca no meu pau, punhetando, me fez gozar de novo, muito, inicialmente em sua boquinha, depois direcionou os jatos de porra para seus peitos e depois esfregou espalhando meu esperma em seus peitos com a cabeça do pau, lambuzando todo seu colo, passava a cabeça de meu pau nas aureolas dos peitos e nos mamilos, deixando tudo bem meladinho de porra.