Foda amadora que vazou na net esposa safadinha comendo esposa vagabunda para namorado de são paulo

visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

Foda amadora que vazou na net esposa safadinha comendo esposa vagabunda para namorado de são paulo

Foda amadora que vazou na net esposa safadinha comendo esposa vagabunda para namorado de são paulo

Sá para relatar eu Tenho 35 anos e minha esposa 32. fui rebolando na pica dele e ele começou a me chamar de sua putinha e q iria me comer gostoso pouco tempo depois fiquei na posição de frango assado ele foi metendo e me beijando disse q estava sendo a transa mais boa da vida dele ficamos por alguns minutos assim logo apos ele deitou e pediu pra cavalgar na pica dele entao ai começei a cavalgar e rebolar nela ele foi gritando e gemendo de tensão ele disse q estava quase gozando tirou sua pica e começou a bater uma punheta em cima de mim, depois q ele gozou foi a minha vez de meter nele ficamos ate amanhecer desse jeito um comendo o outro.

Mais ou menos 1 da manha todos ja tinham ido e eu estava exausta. Era professor de piano e dentre todas as alunas que tinha, Rosa era a preferida.

O namorado conseguiu satisfazer as duas em todas as transas que aconteceram.

Quando eu disse que queria o moreno, o oficial teu um soco nas minhas costas e disse: você escolheu certo, mas quem manda aqui sou eu!!… te dei a chance de me escolher, ai eu comeria teu rabo devagar, mas como você escolheu o fulano, vou arregaçar teu rabo sem dó!!…. Mas, antes, dá mais uma chupadinha. Como ele sabe da tara que tenho pelo cuzinho da minha esposa falou que iria fazer questão de degustar daquele buraquinho esplêndido. Minha família tem um sítio no interior de São Paulo e em algumas datas comemorativas vamos para lá, e na Páscoa não foi diferente.

Engoli devagarinho, saboreando e fiquei me lambendo, me senti uma vagabunda.

E PRA MINHA SURPRESA A SAFADINHA MANDOU EU LEVANTAR O VESTIDO PARA O CARA BATER UMA BELA PUNHETA VENDO SUA CALCINHA ENFIADA ENQUANTO ELA MAMAVA MEU PAU. O moleque não falava nada. Voltando ao assunto, eu estava muito tonto ao ponto de não conseguir me equilibrar,tirei o short deitei no chão e comecei bater uma gostosa punheta.