DANDO O CUZINHO DELICIOSO

DANDO O CUZINHO DELICIOSO

DANDO O CUZINHO DELICIOSO

Ela disse_ o desejo me consumia, ela não imaginaria que isso levaria ela a isso, estava louca pra ver um homem nu. Segurou firme em meus braços, apertando-os enquanto gozava, com um gemido alto e longo, eu não parava de meter e me posicionei mais por cima, fazendo com que meu cacete entrasse em sua buceta numa posição um pouco mais vertical, permitindo roçar em seu grelinho durante a penetração, o que fazia com que ela sentisse muito tesão e tivesse muitos orgasmos, até que sentimos meu pau pulsando de novo e ela me disse: me dá o leitinho de novo, não goza na camisinha, me dá! Se desvencilhou de meu corpo e num movimento rápido ficou de quatro, puxou a camisinha e com a boca no meu pau, punhetando, me fez gozar de novo, muito, inicialmente em sua boquinha, depois direcionou os jatos de porra para seus peitos e depois esfregou espalhando meu esperma em seus peitos com a cabeça do pau, lambuzando todo seu colo, passava a cabeça de meu pau nas aureolas dos peitos e nos mamilos, deixando tudo bem meladinho de porra.

Lucas já foi chupando minha bucetinha e meu cuzinho me deixando bem meladinha e logo já foi metendo sua rola em minha bucetinha quentinha enquanto eu mamava o rodrigo.

Na verdade aquilo estava lá desde que chegamos na casa e não causavam problema algum. Filha que já tinha 25 anos, mas para as mães… não importa a idade, sempre são as filhinhas…Quando ela se levantava para ir ao banheiro ou à cozinha fazer um cafezinho para o professor, as mãos se agitavam, os lábios se uniam, os seios eram bolinados, o pau endurecia e tudo era muito rápido, pois ela logo voltava.

Apesar do medo, a excitação era enorme, sempre desejei ver outro homem desfrutando o corpo delicioso de Paolla.

_ Sua mãe! Aquela… aquela… ela se foi meu filho, sua mãe nos abandonou Marcelino!Disse meu pai dando um soco na mesa, levantou e foi para o banheiro.