Cuzinho Maravilhoso No Motel

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , ,

Cuzinho Maravilhoso No Motel

Cuzinho Maravilhoso No Motel

Fomos para o quarto e ele me mandou ficar de 4 na cama, obedeci e ele começou a beijar minha bundinha que tanto ele admirava, dava uns tapinhas e dizia que não via a hora disso… dos beijinhos passou a lambidas com uma língua áspera que me tava me deixando com muito tesão novamente ele aproveitava e passava o creme nas minhas costas e chegou com a língua no meu cuzinho, ai eu delirei e gemi…ele abriu a minha bundinha com as mãos e enfiou a língua no meu cuzinho depiladindo como se tivesse alucinado por mim, ai eu rebolava igual uma putinha de verdade na língua dele e tava quase gozando, ai sugeri que ele se deitasse de barriga para cima, o que le fez, mais que depressa, eu fui por cima dele e comecei a mamar seu pauzão que parecia maior que no sofá apontando pra cima e ele abria minha bundinha e metia a língua, eu tava alucinado de tanto tesão e seu pau já estava babando novamente quando ele mando eu ficar de 4 novamente, peguei uma camisinha entreguei pra ele e pedi que fosse carinhoso pois eu não sabia se iria agüentar tamanho cacete na minha bundinha, ele sorriu e sussurrou no meu ouvido que iria ser bem carinhoso com o viadinho dele e jamais iria machucar a putinha dele. Fui no começo devagar e após uns 5 minutos ela virou o rosto e falou – Mete maiss!!Eu sou a Mara, tenho dezenove anos, sou uma morena bonita, charmosa e sou muito gostosa, acontece que eu tenho um irmão, que é mais velho do que eu, ele é um gato, maravilhoso, nós sempre fomos muitos apegados, nós somos aquele tipo de irmãos, que ficam se paparicando, com abraços e beijos o tempo todo, nós não nos desgrudamos, pra nada, ou seja, sempre nos demos muito bem, mas com toda essa convivência e com todo esse grude, eu já não o enxergava mais, como um irmão e sim como um paquera a nossa amizade ia muito mais, além disso. Paramos num restaurante pra jantar e aproveitamos pra procurar alguns hotéis na cidade, já havíamos passado por ali e pernoitado outras vezes, normalmente eu e minha esposa ficaríamos num motel, é mais barato e mais pratico, mas como nosso amigo estava junto, ficava complicado.