Cuzinho gostoso levando pau

1 min 36 seg

Categoria:

Tag: ,

visualizações

1 min 36 seg

Categoria:

Tag: ,

Cuzinho gostoso levando pau

Cuzinho gostoso levando pau

Não demorou muito e ela gozou forte mais uma vez, só que agora mordendo os lábios, apertando o seio com uma das mãos e me olhando nos olhos.

E gozarrrrrrrrrrrrrr de verdade! Com você!"Eu não estava entendendo mais nada e falei que porra é essa? Foi quando ela falou um pouco frustrada:– vcs são duas bichinhas que estão dentro do mesmo barco e ficam fazendo frescuras aih, ao invés de se divertirem mesmo; Então negócio é o seguinte, a porra de Tony já está dentro de seu cú, vc já acabou de dar o cú para ele; Vamos perder a vergonha e se divertir de verdade??""Ele deitou do lado dela e ficaram ali juntinhos. Agora eu te desafio: no meu aniversário eu quero uma festinha surpresa também.

Abraçou-a, ela de costas para ele, sentindo o pau dele crescer ao contato com suas coxas e sentiu as mãos dele pegando nos seios, por cima da blusa.

Como de costume, em todos carnavais viajo. Então outro padre foi designado. Aquelas lambidas estavam quase me fazendo gozar, e eu entrei numa espécie de frenesi, chupando aquele pau, tentando fazer garganta profunda, batendo e esfregando ele na cara, enquanto meu cuzinho piscava como um vaga-lume. – Passe o celular pra ela e chupe a boceta dela, mas bem gostoso, se você chupar bem ela vai dar pra você. Essas surras acabaram relevando um lado meu que desconhecia. Thais grunia e se debatia sedutoramente, e então suplicou que queria sentir o meu peso em suas costas, sem tirar o pau de dentro, deitei-me sobre ela com o caralho enterrado em sua racha, Thais fechou as coxas deixando minha pica presa dentro dela, mas, passei a dar-lhe curtas e lentas levando-a a entras em convulsões de prazer num gozo intenso. Esse dia estava muito quente e eu estava sozinha em casa, meus pais e meu irmao haviam ido para São Paulo pois eles tinham de trabalhar e me deixaram sozinha por 2 dias.

Em um dado momento, a porta do banheiro abriu, e ele parou de meter e tampou minha bocacom a mão de novo.

– “Caralho, eu estou afogada no meio de tanta porra…”, riu Patrícia.