Comendo o cuzinho da novinha

Comendo o cuzinho da novinha

Comendo o cuzinho da novinha

O olhar assustado virava para min, eu sorria tentando acalma-lo, porém a minha presença não era capaz de tranquiliza-lo.

Após mais ou menos quinze minutos, ela se virou de costas, ficou de quatro e me perguntou:– Quer continuar o que começou ontem?Eu concorde na hora, e então meti a cara no meio de suas nádegas, lambi aquele cuzinho e minha tia soltava uns gemidinhos.

comNa manhã seguinte, indo pro trabalho vejo a loira voltando da padaria e começamos a combinar o fim de semana quando a novinha aparece e me dá um tapa na cara, dizendo que se eu encochar ela de novo no elevador, vai reclamar com o pai. Sem que eu fizesse qualquer coisa , Suzy, começou a me chupar, fazendo com que o meu membro- semifácido- enrijecesse logo, logo.

Minha bunda redonda e lisa encheu de tesão aqueles dois que responderam com fortes pulsos em seus cacetes.

Após entrar a cabecinha fiquei parado acariciando sua xoxotinha, enquanto esperava que ela se acostumasse com o volume, para logo em seguida iniciar um frenético movimento de vai e vem, acompanhado pelo seu desvairado rebolado. Abri alguns botões da minha blusa e meus seios estavam arrepiados, os mamilos duros.

Era uma calcinha preta, de tecido também bem fino, com rendas.

Ela me puxou com força para junto do seu corpo e sugou minha língua com força.

"Sabia que ela me queria olhando pra frente, mas o jogo havia mudado. Quando Jéssica disse isso, meu pau saltou pra fora da sunga. E assim passaram mais uns dias e eu estava louco de tesão pois fazia muito calor, as hormonas estavam aos saltos e a minha cabeça não parava de imaginar eu comendo ela todinha…Houve um dia que ela apareceu mais cedo dizendo que ia-me ajudar a dar comida aos cavalos, – tudo bem – disse eu.

Ficamos ali parados alguns minutos, ela beijando minhas costas, ombros, pescoço, nuca.

nunca gozei tanto na minha vida…não dava nem pra ela abrir o olho a vadia de tanta porra na cara.