Casada dando o cu de quatro no motel

44 visualizações

58 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , , ,

44 visualizações

58 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , , ,

Casada dando o cu de quatro no motel

Casada dando o cu de quatro no motel

tomei o banho e fui mim deitar,quando a porta do quarto abri,era titia de toalha,ela abriu a toalha e falou ´´agora é sua vez“.

Quem visse diria que passou a noite toda fazendo sexo selvagem.

Ela se chama Marta 38 anos, tem 1,62 de altura, 54 kg e manequim 36, ela é loura cabelos encaracolados seios médios e caídos uma bunda pequena, ela tem coxas grossas e os seus pentelhinhos são muito bem aparados, cuidado esse, que eu nunca me preocupei, pois, como quase nunca uso biquíni nem me preocupava em aparar meus pentelhos. Nós dois ficamos com um tesão danado vendo-a gozar daquele jeito. Ele se deslocou ate um motel sem me avisar, so percebi quando chegamos la, entramos estacionamos, e fomos ate a suite, que por sinal era de luxo, entramos nos agarrando, ele me joga na cama e começa a beijar os meus pés, chupou meus dedinhos, veio beijando e subindo passando a lingua na minha coxa, ate chegar na minha bocetinha molhada e cheia de tesão, ele caiu de lingua, e como sabia o que estava fazendo, me chupou todinha por uns 10 minutos ate eu atingir o meu primeiro gozo, gozei bem gostoso na boca dele, minhas pernas ficaram tremulas, ele beijou a minha barriga os meus seios, e pincelou a cabeça do seu penis na entrada da minha boceta.

Isso sim que uma verdadeira rola. Eu gemia alto, estava com o corpo dormente de tanto prazer, a onda elétrica do orgasmo ainda corria pelo meu corpo.

nosssssaaaCuspi no cu dela e empurrei toda a saliva com minha língua para dentro dele. Rio alto com a sua façanha, é muito bom ver um homem fora do controle. "(escrito por Kaplan)sou casada há 20 anos, tenho duas filhas que não moram mais comigo. A Nicoli ficou sozinha de quatro no sofá, eu botei de volta a calcinha dela, porque queria aproveitar todos as posições e todas as visões possíveis, a Yasmin olhou para mim e falou.

Um pouco antes de abrir a porta, olhei no meu re1ógio… duas e meia da tarde.

Queria sentir o creme me inundando a garganta, só pensava nisso.