Brasileira amadora novinha casada berrando no sexo anal do seu marido corno de são paulo – sp

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , ,

Brasileira amadora novinha casada berrando no sexo anal do seu marido corno de são paulo – sp

Brasileira amadora novinha casada berrando no sexo anal do seu marido corno de são paulo – sp

De inicio mãiiinha apenas gemia e arfava mas depois que atingiu pela primeira vez o gozo debaixo daqueles cinco, começou berrando que nem louca.

""Depois de narrar nossas duas primeiras aventuras, que nos levaram a experimentar o prazer incluir outra pessoa em nossas transas, narramos o que aconteceu um tempo depois e que a deixa excitada quando lembramos desse caso.

Achei isso muito estranho pois não é um procedimento normal, percebi então, que não só minha esposa gostou dele, mas ele tb deve ter se interessado por ela. Fui afastando meu corpo ficando na posição de 90 graus em relação a ela, coloquei meu preservativo e comecei a penetra-la.

Quando retornei pra casa contei tudo para o meu marido que ficou de pau duro na hora, me beijou e disse que eu era a mulher da vida dele.

– Por favor, não conte nada para ele, não quero confusão pro meu lado, não sabia que você era casada, não está usando aliança…– Não tenho. E dai em diante nos vemos todo final e semana (…)"Vou contar para vocês um conto que aconteceu comigo e com uma novinha que era amiga da minha irmã. Tenho 36 anos, e o meu gatinho de apenas 19, sou casada mas meu marido esta para o Japão a 03 anos, a trabalho (Sou Brasileira). Espero que tenham gostado deste conto.

u escuto um grito e olhei pela janela e minha esposa dava o cu e quase ela me ver e fiquei de pau duro… Minha esposa é considerada uma esposa de respeito e isso me deixava com extrema vontade em ser corno e na cama eu falava que adoraria a ver usar um vestido e me deixar ver escorrer esperma de sua boceta e ao falar eu não resistia às palavras e gozava como um corno pensando na esposa com outro. Enfim ela chegou e o abraçou, até então Paulo não sabia o que acontecia, os minutos, dias, horas, sabesse lá qual foi o tempo que passou para recobrar seus sentidos.